Se não está online ? Não está !

Se não está online ? Não está !

Nos dias que correm, quem não tem uma presença online, não está no mercado; não está visível e assim será mais difícil de o seu cliente comprar o que tem para vender.

A utilização da Internet continuou a crescer ao longo dos últimos anos e, em 2019, a penetração atingiu os 3/4 dos portugueses. Já considerando o efeito da Pandemia prevê-se que em 2020 a penetração da internet atinja os 81% da população.

Fonte: ecommercenews.pt

Soluções para a gestão das suas lojas / retalho (outro bom exemplo)


A gestão de uma ou mais lojas implica um esforço adicional no que diz respeito à gestão de stocks, disponibilidades de artigos e consulta imediata de o que existe, por exemplo.

Solução: as lojas estão interligadas através de uma rede virtual em que a loja A é na rede interna, o computador A e a loja B é o computador B. Estes computadores comunicam em tempo real entre si e com a base de dados central no datacenter fazendo assim todos os postos parte desta rede privada.


As obrigações fiscais e as exigências de comunicação de guias de transporte, de envio de saft e inventários físicos anuais são premissas obrigatórias no regime fiscal em Portugal.

Solução: a autoridade tributária certifica os softwares de forma a cumprir os formatos de comunicação. O software é certificado e cumpre todos os requisitos legais. 


Conhecer o cliente é essencial para quem tem como relacionamento direto a sua mais valia.

O contacto de quem e o que foi comprado na minha loja, a região de onde pertence e os seus hábitos de consumo são ferramentas de conhecimento que permitem atuar de uma forma rápida relativamente ao que devo ter e oferecer ao cliente. A segmentação, seja online ou na loja física, é imprescindível para adequar a comunicação. 

Solução: o CRM como ferramenta de registo e ações sobre uma quantidade segmentada de clientes, guarda estes dados de forma a poder analisar; exportar e até atuar. A conjugação com reports e análises desenvolvidas por medida é um ativo precioso.


A mobilidade dentro e fora de loja é uma vantagem no acompanhamento do cliente com a consulta de produtos e disponibilidade de stocks e catálogos. A facilidade e a simplicidade de manobrar aplicações touch screen num dispositivo móvel como um tablet, trás vantagens na rapidez criando-se assim o conceito de carrinho enquanto o cliente é esclarecido diminuindo assim o tempo de fecho de transação no ponto de venda. 

Solução: seja com a solução totalmente em web ou através de Apps para android por exemplo, o limite de utilização em equipamentos acessíveis deixa de ser um problema.


A gestão do dia a dia, turnos e valores de caixa, são essenciais para a gestão das operações do retalho bem como a gestão de controlo de assiduidade em loja e para as equipas da força de vendas. 

Solução: os módulos de POS têm o conceito de operadores, caixas e permissões. O registo de controlo de ponto é feito com o início da sessão do operador ficando registada em cada transação o vendedor e a caixa a que diz respeito.

A consignação de stocks e a sua gestão é um dos pontos que mais impacto tem na gestão de processos de backoffice.A repetição de lançamentos em documentos, conferências e posição de existencias é essencial para não se perder o rumo. 

Solução: crie a encomenda inicial e deste documento faça todas as “copias” que pretende para outros documentos como de uma movimentação de armazéns se tratasse. Cada cópia é um movimento de stock à data. Fature o que efetivamente vendeu sem perder a rastreabilidade dos documentos que lhe deram origem.


Tudo isto deve e tem de ser apoiado num software de gestão robusto, modular e adequado aos requisitos legais da legislação portuguesa. Os operadores de uma aplicação de gestão na loja têm de estar ajustados à operação de uma marca e os seus princípios.


Os comentários estão fechados.
Close Bitnami banner